Carnaval, a maior festa da América Latina

Você já deve ter ouvido falar sobre o tamanho do carnaval na América Latina, mas você conhece sua história ou como é comemorado? Continue lendo para saber mais sobre isso!

Por Pierina D’Amico

Embora existam muitas teorias sobre como o termo carnaval foi formado, o mais amplamente aceito é que ele vem da expressão latina tardia carne vale (“adeus à carne”). Dado que carne também significa “carne/matéria/corpo”, e que o carnaval é celebrado antes do tempo cristão da Quaresma, esta festa foi vista como a última oportunidade de saciar todos e quaisquer desejos antes de entrar no período restritivo de 40 dias.

Agora, se tantos países ao redor do mundo celebram esta época festiva, o que torna os carnavais latino-americanos tão especiais? A resposta é mestiçagem.

Quando os europeus chegaram à América, as trocas culturais com os povos indígenas eram mais frequentes entre os colonizadores portugueses e espanhóis do que outros. Isso incluía a mestiçagem, que o escritor Luis F. Dominguez diz que “significa muito mais do que apenas cruzamentos. É uma mistura cultural, uma fusão de cosmologias;  aquele que dá origem a uma nova cultura que não existia antes. Essa mestiçagem é a razão pela qual todos aqueles carnavais da América Latina parecem tão exóticos aos olhos ocidentais, mesmo quando as origens da festa são bem conhecidas por eles.”

Atualmente, o maior e mais famoso carnaval acontece no Rio de Janeiro, Brasil. Seu destaque é o Desfile do Samba no Sambódromo, onde milhares de artistas dançam e exibem os carros alegóricos de 20 metros de altura em que trabalham por meses.

Todos os anos, o prefeito do Rio coroa o Rei Momo, que dá início ao carnaval. Segundo a lenda, Momo (deus da zombaria na mitologia grega) se instalou no Rio após ser expulso do Olimpo. A Rainha do Carnaval também é escolhida através de concursos de beleza e dança.

Mas a festa não para do lado de fora do Sambódromo. Há milhões de pessoas frequentando os blocos, também conhecidos como bandas, que são festas de rua gratuitas organizadas por vizinhos, e bailes de carnaval particulares chiques.

Cerca de cinco milhões de pessoas participam do Carnaval do Rio todo mês de fevereiro. Devido à pandemia do COVID-19, as festas de rua estão canceladas este ano, enquanto o desfile foi adiado para abril.

Outros carnavais no Brasil incluem os de Salvador, que não tem desfiles, mas detém o Recorde Mundial do Guinness para a maior festa de rua, e Recife, onde os participantes podem participar do Desfile do Galo da Madrugada, tornando-o  o maior desfile de carnaval do mundo.

O segundo maior carnaval do mundo atrai cerca de dois milhões de pessoas por ano e acontece em Barranquilla, na Colômbia. Declarada Obra-Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO, apresenta uma mistura de cultura europeia, indígena e africana como o carnaval carioca. Seu desfile mais popular e antigo é a Batalha das Flores, que dura seis horas e é seguida de festas que duram a noite toda. A edição 2022 do Carnaval de Barranquilla foi adiada para março devido ao COVID-19.

Mais de um milhão de pessoas viajam para Mazatlán, no México, para comemorar todo mês de fevereiro. Considerado o terceiro maior carnaval do mundo, o Carnaval de Mazatlán é conhecido por suas bandas de metais, música Tambora e Monigotes, figuras gigantes e coloridas que são o destaque do desfile. Há até prêmios de poesia, arte e literatura.

Carnaval de Oruro é a maior atração turística da Bolívia, acumulando cerca de meio milhão de participantes a cada ano. Com mais de 200 anos de história, este carnaval também é considerado uma Obra-Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO. A mistura de rituais católicos com o culto à Pachamama (Mãe Terra) resultou no que é hoje o Carnaval de Oruro. Uma figura central das festividades é El Tío (O Tio), que se transforma no Diabo durante o carnaval.

O Carnaval uruguaio de Montevidéu é o mais longo do mundo, com duração de 40 dias para compensar o período da Quaresma. Aqui, os participantes podem ver murgas (performances de rua cheias de comédia) e llamadas (desfiles de tambores). O candombe, estilo musical afro-uruguaio, é a estrela do festival.

Outros carnavais na América Latina acontecem em Gualeguaychú (Argentina),  Arica (Chile), Guaranda (Equador), Mazatenango (Guatemala), Veracruz (México), Las Tablas (Panamá), Encarnación (Paraguai), Cajamarca (Peru), El Callao  (Venezuela) e muitos mais. O carnaval de cada cidade representa suas antigas tradições à sua maneira.

“Além das lantejoulas, da música e da tradição inestimável, os carnavais são uma expressão do enorme potencial das indústrias criativas, um ecossistema que rende mais de US$ 124 bilhões por ano na América Latina e no Caribe”, explica Helga Flores Trejo, diretora  especialista em inovação e criatividade do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Por isso, a organização destaca a importância das políticas públicas para potencializar o impacto dessas comemorações. Considerando o investimento dos governos nacionais e locais em patrimônio, empreendedorismo, acessibilidade e sustentabilidade como o próximo grande passo nessa tradição em andamento.

Por fim, a inclusão e a diversidade são aspectos centrais dessas festividades. Como escreve Daniela Peña Lazaro, do BID: “Desde suas origens, eles surgiram como festas para todos: ricos e pobres;  mulheres e homens;  os religiosos e os não crentes. Hoje, os carnavais tornam todos os participantes iguais, borrando as barreiras raciais, sociais e de gênero. Embora representem tradições e heranças, caracterizam-se pela sua capacidade de evoluir com os tempos, expandindo-se para abranger grupos historicamente marginalizados.”

Carnival in Latina America: History, Tradition, & Party!, Spanish Academy, 25 February 2020

10 Best Places to Celebrate Carnival in South America, Carnivaland, 27 January 2021

Carnivals: A Celebration for Development, IDB, No date specified

Rio de Janeiro Carnival, Carnivaland, 1 February 2022

Rio Cancels Carnival Street Parties but Keeps Parade, The New York Times, 5 January 2022

Barranquilla Carnival, Carnivaland, 24 January 2022

El Carnaval de Barranquilla 2022 fue aplazado hasta marzo, Portafolio, 24 January 2022

Mazatlan Carnival, Carnivaland, 31 January 2022

Oruro Carnival, Carnivaland, 1 February 2022

Carnaval, Wikipedia, 2 February 2022

Carnival, Wikipedia, 2 February 2022

Lent, Wikipedia, 21 January 2022

Share

Share on facebook
Share on twitter
Share on reddit
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

More articles

Newsletter Sign Up

To get our free biweekly newsletter. Receive information about Latin American news in BC and in the world..