Noche Buena: Natal no México

O Natal é uma celebração da família, do amor e da felicidade. No México, esta época do ano é cheia de tradições emocionantes, comidas deliciosas e eventos divertidos.

Las Posadas

Tudo começa no dia 16 de dezembro com as “Posadas”,  que são uma mistura de desfile e encenação de fundo religioso. Nas noites seguintes, até o dia 24, o povo acompanhará Maria e José em busca de uma pousada onde possam descansar e receber o menino Jesus.

As crianças passam de porta em porta para cantar e perguntar simbolicamente se há um espaço para elas. De dentro das portas, outros respondem negando a entrada. Terminada a rodada de batidas e cantos, todos entram na casa escolhida e compartilham comidas e bebidas.

Piñatas

A “Piñata” é um recipiente decorado cheio de doces e pendurado no teto ou no galho de uma árvore. As crianças se revezam para bater na piñata com um pedaço de pau até que ela se abra e os doces caiam. Em seguida, elas correm para pegar o máximo de doces que puderem.

Uma flor para as festas

Poinsétia é uma espécie nativa do México e da América Central. Antigamente, essa flor era usada em rituais religiosos, remédios e para fazer pigmentos. Mais tarde, tornou-se um dos símbolos do Natal.

Segundo a lenda, havia uma pobre menina chamada Pepita, que não tinha presente para dar. Então, ela pegou um pequeno punhado de ervas da beira da estrada e transformou-as em um pequeno buquê.

Pepita colocou o presente aos pés do presépio de sua igreja. De repente, o maço de ervas explodiu em flores vermelhas brilhantes, e todos que as viram tiveram certeza de terem testemunhado um milagre. Daquele dia em diante, as flores coloridas vermelhas ficaram conhecidas como “Flores de Noche Buena” ou Flores da Noite Santa.

Comida

A noite de Natal, conhecida como “Noche Buena”, é quando a família se reúne à mesa e compartilha a refeição.

Um dos pratos tradicionais para servir nessas festas é o “Pozole”. A sopa espessa pode ser feita com carne de porco ou frango e temperada com alho e pimentão. Depois, é guarnecida com folhas de alface em tiras finas, repolho, orégano, abacate e limão.

Há também “Romeritos”: tenros ramos de uma erva local (parecida com alecrim), que são fervidos e servidos em um molho temperado com camarão seco. E “Bacalao a la Vizcaína”, uma receita de cozido feito com bacalhau.

A sobremesa costuma ser “Buñuelos”. São doces fritos polvilhados com açúcar e canela ou xarope de açúcar. Normalmente são em dois formatos: de disquinhos e de bolinha.

https://elpais.com/mexico/

https://www.whychristmas.com

https://www.elsoldemexico.com.mx

https://www.thedailymeal.com

https://www.notimerica.com

About Author